+55 65 3056.3430       contato@aprale.org.br
Procuradoria da ALMT tem a missão de estreitar o diálogo e aproximar instituições
Novo procurador-geral da ALMT, Grhegory Maia Foto: Karen Malagoli

Procuradoria da ALMT tem a missão de estreitar o diálogo e aproximar instituições

Procuradoria da ALMT tem a missão de estreitar o diálogo e aproximar instituições
Novo procurador-geral da ALMT, Grhegory Maia Foto: Karen Malagoli

“Vamos buscar um relacionamento cordial, em benefício da sociedade”, afirma o procurador-geral da Casa, Grhegory Maia

FLÁVIO GARCIA / Secretaria de Comunicação Social

Servidor de carreira da Assembleia Legislativa e escolhido pelo Colégio de Líderes da AL para assumir a função de procurador-geral da Casa, Ghregory Maia – embora tenha a missão de estreitar o diálogo e estabelecer parcerias – promete “ser mais enérgico, se necessário, para bem defender a instituição”.

“Teremos forte atuação em defesa dos atos de gestão, bem como da autonomia institucional do Poder Legislativo. Para tanto, faremos um trabalho junto ao Tribunal de Justiça, conversaremos com cada desembargador e mostraremos que, de fato, existe segurança jurídica nas ações da Assembleia Legislativa”.

Segundo Maia, a Procuradoria tem duas frentes de trabalho bem traçadas.

A primeira tem por escopo proteger a instituição contra eventuais abusos que possam ser praticados – assim como tantos já o foram. E exemplifica com cristalina clareza, em referência à mais recente operação policial em desfavor do Poder Legislativo.

“Foi legítima, respeito muito, cada um na sua função”, contemporiza, sem, porém, economizar crítica ao exagero. Colocaram veículos em todas as saídas, com receio de que pudessem sumir documentos de 2012, 2013, 2014…, impondo revista pessoal a todos os veículos e servidores que saíam do Parlamento sem fundada suspeita de estar a pessoa em posse de arma ou objeto apto a comprovar a materialidade de um delito. O que queremos é que as outras instituições não nos tratem com afronta, mas com respeito; não coloquem todos na mesma vala, no mesmo bolo”, destaca.

Ainda no contexto de defesa institucional, a Procuradoria da Casa deve orientar nas condutas em relação aos demais poderes, “em vista da legitimidade democrática conferida a cada parlamentar, pela sociedade que a elegeu”, disse. “É isso que pretendemos, ou seja, estabelecer esse corpo de união dentro do Parlamento mato-grossense”.

PARCERIAS – A segunda frente de trabalho, conforme o procurador-geral da ALMT, é retomar a relação institucional com os demais poderes. “É preciso preservar o Legislativo; qualquer diferença existente tem que ser enxergada como algo inerente ao processo democrático”.

Maia também pretende, com o aval da Mesa Diretora, procurar as demais instituições e retomar o diálogo. “Vamos buscar um relacionamento cordial, respeitoso, estabelecer parcerias, sempre em benefício da sociedade”, assinala.

Cuidar dos que servem a Casa e apaziguar disputas internas é outra meta do procurador-geral. “Temos que acabar com essa postura de que há diferença, salvo disposição normativa que assim estabeleça, entre servidores efetivos e comissionados, advoga. Em outras palavras, no dia a dia com servidores, conforme Grhegory, todos são seres humanos e precisam ser respeitados e valorizados.

“Por isso mesmo, vamos estar mais próximos ao Sindicato dos Servidores do Legislativo. O papel da Procuradoria não é apenas aplicar a lei: tem de haver humanização, cabe cumprir também nossa função social”, sentencia Grhegory Maia.

Fonte: https://www.al.mt.gov.br

Deixe uma resposta

Fechar Menu